Entrar no grupo ou sobresair

Você vai precisar de actividades


Nós gostamos de pensar que somos indivíduos, mas quantos de nós só realmente querem se destacar da multidão?

Condizer no grupo às vezes pode ser um arranjo estratégico muito útil - mas quais são os perigos de demasiada conformidade ? Estando sozinho pode fazer algumas pessoas se sentirem vulneráveis, e para outros ser diferente é importante para a sua sensação de identidade.

As crianças crescem e vão descobrindo como eles se encaixam em grupos em torno delas. Por volta do inicio da escolaridade, as crianças estão começando a ter muito mais experiência de um mundo mais amplo e diversificado. O inicio da escola põe em contacto com muitas crianças e adultos que são relativamente estranhos.

É fácil não reparar neste desafio. As crianças desta idade ainda estão evoluindo as suas habilidades sociais e encontrar formas de se dar com outros elementos. Para algumas crianças que já tenham experiências com os irmãos, filhos de vizinhos ou na creche ou infantário isso pode ter-lhes dado mais preparação do que outras crianças que tiveram contatos mais limitado.
Este é um momento em que é realmente útil às crianças sentirem que podem expressar os seus sentimentos sobre estes novos desafios e conversar sobre elas com seus pais ou outros membros da família.

O psicólogo do desenvolvimento Rudolph Schaffer listou várias características das crianças que acham mais fácil ser popular com as outras crianças, incluindo:

  • Ter disposições positivas e felizes
  • Estar disposto a compartilhar
  • Ser cooperativo em jogos e brincadeiras

Estas são um exemplo de coisas que podem ser incentivada nas crianças durante os primeiros anos, para ajudá-los a colher os benefícios de ficar de bem com os outros.

Schaffer, HR (1996), Desenvolvimento Social, Oxford, Blackwell.

beatriz
beatriz